FANDOM



Segundo episódio da quarta temporada da série nova de Doctor Who, The Fires of Pompeii é marcado pela importância de mostrar como o Doctor as vezes pode mudar a história e as vezes não. Especificamente, introduziu o conceito de pontos fixos no tempo, que mais tarde seria tema central de TV: The Waters of Mars e The Wedding of River Song. Também houve continuação do arco dos "Planetas Perdidos" com os Pyroviles mencionando que seu planeta natal havia sido tomado de forma muito parecida com o planeta de reprodução dos Adipose.

Nos bastidores, foi notável por ser a primeira grande filmagem fora do Reino Unido desde o telefilme de 1996. Além disso, foi a primeira vez que uma unidade de fotografia principal foi para fora do seu país de produção, desde The Two Doctors.

Este episódio contou com a primeira aparição de dois atores na série, que passaram a interpretar papéis maiores durante períodos posteriores da série. Ele acolheu uma aparição de Karen Gillan, que viria a estrelar como companion do Décimo Primeiro Doctor, Amy Pond, nas temporadas 5, 6 e 7. Ele também incluiu uma aparição de Peter Capaldi, que viria a retratar a décima segunda encarnação do Doctor.

SinopseEditar

O Décimo Doctor tenta levar Donna Noble à antiga Roma para sua primeira viagem na TARDIS, mas parece ter calculado mal. Em vez de sete colinas, eles encontram uma única montanha de fumaça ondulante - Vesúvio. Eles estão em Pompeia, 23 de agosto de 79 dC: dia anterior ao "Dia do vulcão". No entanto, outra coisa está horrivelmente errada. As predições de adivinhadores parecem ser sempre corretas... Então por que eles não podem ver os eventos desastrosos de amanhã, a erupção do Vesúvio, a morte de sua cidade? O que está bloqueando a sua percepção, e a equipe TARDIS será capaz de se afastar de um ponto fixo no tempo, poupando ninguém da morte certa? Bem, Donna tem algo a dizer sobre isso!

EnredoEditar

A ser adicionado

ElencoEditar

EquipeEditar

A ser adicionado

ReferênciasEditar

IndivíduosEditar

  • Quando perguntado sua identidade, o Doctor responde: "Eu sou Spartacus...". Donna diz: "E eu também..." Refere-se à famosa cena do filme Spartacus, onde todo mundo anuncia que eles são Spartacus para proteger o protagonista.
  • O Doctor diz a Donna que ele pode ver "tudo o que é, tudo o que era, e tudo o que poderia ser"; a implicação é que ele vê isso simultaneamente, e que ele não pode suprimir essa capacidade. Rose Tyler também disse isso quando estava como Bad Wolf.
  • Donna menciona seu pai, Geoff Noble, apenas como "pai"
  • Esta é a segunda vez que o Doctor e Donna foram confundidos como casados ​​em seu tempo juntos.

Comidas e Bebidas Editar

  • Caecilius pede por formigas em mel e o roedor dormouse como um lanche

Locais Editar

  • Donna pensa que está em Epctot, quando vê uma placa em inglês
  • O Doctor diz a Donna que visitou Roma a muito tempo atrás e não teve participação no Grande incêndio de Roma em 64 d.C., antes de dizer ''Bem, um pouco''
  • Ao ver o futuro, Evelina diz que o nome do Doctor está escondido nas Cascata de Medusa
  • A vila de Caecilus está localizada na Foss Street
  • Quando o Doctor menciona a cidade de São Francisco, Caecilius pensa que ele refere a um restaurante em Nápoles.

OrganizaçõesEditar

  • O Doctor menciona a Proclamação das Sombras ao ordenar um Pyrovile usando um hospedeiro humano para revelar a sua espécie. Ele também pede a localização do planeta natal e coordenadas galácticas.

NotasEditar

  • A compra da TARDIS por Caecilius, na crença de que é uma obra de arte moderna é uma referência deliberada a City of Death - um dos arcos da série clássica preferidos do escritor James Moran. Em City of Death, a TARDIS está estacionado em uma galeria de arte, fazendo com que dois críticos (John Cleese e Eleanor Bron) discutissem seus méritos artísticos antes de serem ainda mais impressionados quando se desmaterializa na frente deles.
  • Originalmente The Fires of Pompeii era destinado a ser transmitido após Planet of the Ood, mas isto foi trocado porque, como Russell T Davies escreveu em The Writer's Tale:
  • Em relação ao ''presente de tradução'' da TARDIS, o Doctor e Donna ouvem os Romanos falando inglês coloquial (com um sotaque Cockney em alguns casos), já os Romanos os ouvem falando latim. Quando o Doctor e Donna realmente falam latim (ex:''Veni, vidi, vici''), os Romanos ouvem a língua celta (pois o inglês ainda não existia).
"Desde que o conto Ood é surpreendentemente obscuro, eu tinha pensado que iria minar as expectativas de comédia das pessoas sobre a Vida Com Donna, mas, em seguida, no read-through, vi que o episódio Ood estava obscuro, a ponto de ser sombrio. É um roteiro bem macho, cheio de testosterona, e eles nunca são os meus favoritos, por isso, sim, é melhor como terceiro episódio. "The Writer's Tale

Continuidade Editar

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória